Cirurgias de Pálpebra – Plástica e Estética Ocular

oph-internas-site-plastic

As pálpebras são camadas de pele e músculos que servem como proteção dos olhos, e também para “espalhar” a lágrima sobre a superfície anterior do olho, mantendo-o sempre úmido e funcional.

O mau posicionamento ou função das pálpebras leva a alterações secundárias sobre os olhos.

Para correções mecânicas e plásticas das pálpebras, podem-se realizar alguns pequenos procedimentos cirúrgicos.

Ptose:

Quando a pálpebra superior apresenta uma falha mecânica abertura, deixando-a muito baixa em seu ponto máximo de abertura, ela pode obstruir a pupila e diminuir a visão.

A Ptose, ou Pálpebra Caída, pode ser congênita ou adquirida, e só pode ser corrigida com cirurgia. A técnica a ser usada precisa ser determinada por um cirurgião oftalmologista especializado, já que ele precisa considerar alguns fatores como idade, etnia e histórico familiar.

Retração de pálpebra:

A Retração de Pálpebras é identificada quando as pálpebras, tanto inferior quando superior, apresentam problemas mecânicos e passam a expor a esclera, a parte branca do olho.

As pálpebras retraídas são bastante comuns em pessoas que apresentam diagnóstico de Hipertireoidismo (Doença de Graves), e podem levar a problemas oculares mais sérios, já que o olho precisa da umidificação das lágrimas para seu pleno funcionamento.

O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico, a critério do seu oftalmologista.

Entrópio:

O Entrópio é caracterizado pela borda da pálpebra virada para dentro, fazendo com que os cílios comecem a arranhar o olho.

O Entrópio pode ocorrer decorrente de traumas, relacionado à idade ou conseqüência de inflamações crônicas do olho ou queimaduras químicas.

O tratamento é cirúrgico.

Ectrópio:

Ao contrário do Entrópio, no Ectrópio as margens das pálpebras estão viradas para fora, expondo a parte interna da pálpebra e afastando-se dos olhos.

Pode acontecer após cirurgias palpebrais (estéticas ou não), por “cicatrização” anormal da pele exposta ao sol e em indivíduos de pele muito branca ou relacionada à idade. O tratamento é cirúrgico.

Blefarocalaze:

A Blefarocalaze se caracteriza por dar um aspecto constante de cansaço aos olhos. Esse aspecto envelhecido é provocado pelo excesso de pele ou bolsas de gordura nas pálpebras, e pode ser corrigido com um procedimento cirúrgico.

A Blefaroplastia é a cirurgia indicada para corrigir pequenas deformidades, como as bolsas de gordura que se formam nas pálpebras. Ela pode ser reconstrutiva ou estética, dependendo da severidade do problema e do quanto a visão está prejudicada.

Tumores:

Tumores da pele e seus anexos também podem afetar as pálpebras e para seu adequado tratamento (excisão e reconstrução) é necessária a presença do oftalmologista.

Quer saber mais sobre as Cirurgias de Pálpebras? Acesse a Área de Atendimento e entre em contato conosco. Se preferir, ligue (37) 3371-2626